Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Rio Claro

Há 49 anos, Daae cuida da água de Rio Claro de maneira cada vez mais eficiente

O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro foi inaugurado como entidade autárquica e independente no dia 05 de dezembro de 1969, no governo do prefeito Álvaro Perin, considerado o marco imprescindível da nova fase do saneamento básico do município.

Sob a direção de Oswaldo de Oliveira Brossi, o primeiro superintendente, a autarquia começou a ser conduzida para a modernização de todo o saneamento do município, que passou a oferecer melhorias na qualidade da água e de vida para os rio-clarenses.

A autarquia possui duas estações de tratamento (ETA 1 e ETA 2). A ETA 1 foi construída em 1947, inaugurada dois anos depois e ampliada em 1969. Com captação de água bruta do Ribeirão Claro, sua capacidade de tratamento de água é de 440 litros por segundo, com produção média de 38 mil m³/dia, sendo responsável pelo abastecimento de 40% da cidade, enquanto que na ETA 2, construída em 1982, na estrada que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi, a captação é feita no Rio Corumbataí e são tratados 500 litros por segundo, com produção média de 43 mil m³/dia, sendo 60% do abastecimento total, chegando a 1,5 milhão de m³/mês de água para a população.



Em 09 de maio de 1980, o Daae inaugura sua nova sede administrativa, na Avenida 8-A, 360, no Cidade Nova. Atualmente, a autarquia conta com 203 funcionários, sendo José Marcos Chiarinotti, o mais antigo em atividade.



Sua admissão é datada de 07 de julho de 1981, antes mesmo da inauguração da ETA 2. Com 56 anos, José Marcos começou a trabalhar na autarquia como ajudante de encanador, aos 19 anos e assim como seus dois irmãos, Cláudio e Antonio Carlos, quer se aposentar no Daae.

“Sou muito grato pelo que o Daae fez por mim nesses anos todos. Me casei, criei cinco filhos e vi a autarquia sempre em evolução, buscando melhorar sempre”, comenta Chiarinotti, que mora em uma casa próxima à captação da ETA 2 há 33 anos.

Outras seis importantes obras foram realizadas ao longo desses anos. A inauguração, em dezembro de 1992, da Estação de Tratamento de Esgoto de Ajapi. A inauguração, em junho de 1998, da Central de Reservação e Distribuição de Água Tratada, no Distrito Industrial, passando a oferecer 10.800.000 litros de reserva, o dobro da capacidade de armazenamento de água até então.

A inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim das Palmeiras, em novembro de 1999; a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim das Flores, em outubro de 2001; a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto no Jardim Conduta, em junho de 2011 e a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto no Jardim Novo, com o sistema holandês NEREDA®, em setembro de 2017.

Atualmente, o Daae possui infraestrutura para garantir água potável em todas as torneiras da cidade, com 81.727 ligações de água e 79.773 ligações de esgoto, totalizando 161.500 ligações de água e esgoto.

Possui extensão de redes de água com mais de 900 mil metros; cinquenta e três reservatórios ativos; cinco Estações de Tratamento de Esgotos, com coleta e afastamento de 100% do esgoto gerado, com tratamento de 92% desse volume.

Os dias atuais

O Daae tem feito muito esforço para se reequilibrar economicamente, com o pagamento de mais da metade da dívida herdada. Em 2017, primeiro ano da atual gestão, a autarquia realizou uma força-tarefa em suas áreas de contabilidade e finanças, renegociou dívidas tributárias e contratos com fornecedores e elaborou planejamento visando melhorias nos serviços.

Também desenvolveu programas de eficiência operacional, eficientização energética e reorganização da força de trabalho, reduzindo a dívida herdada em quase 54%, de R$ 15.795.201,00 para R$ 7.267.733,00. Esses ajustes financeiros também resultaram na obtenção da Certidão Negativa de Débitos Tributários (CND), documento de extrema importância para se pleitear a obtenção de recursos financeiros em convênios e em outros tipos de repasse, como financiamento de projetos.



“Muita coisa já foi feita e temos vários projetos em andamento que trarão mais melhorias para o sistema de captação, tratamento e distribuição de água aos rio-clarenses”, comenta o superintendente do Daae, Paulo Roberto Bortolotti.

O Parque Flórida, por exemplo, teve o seu problema de falta d´água resolvido após 10 anos de espera, assim como em Ferraz. E em dezembro desse ano, o distrito de Assistência também foi atendido com inauguração de reservatório de um milhão de litros e construção de adutora, levando pela primeira vez na história de Rio Claro, água tratada das duas estações de tratamento na região.

A partir de convênio firmado com a Unesp de Rio Claro, o Daae também tem feito análises microbiológicas da água da ETA 1 de maneira pioneira no país, além de um intenso trabalho para recuperação e preservação de nascentes e mananciais espalhados pelo município, com plantio de mudas provenientes do viveiro da autarquia.

Também neste ano, a atual gestão do Daae conseguiu reduzir em R$ 10 milhões o valor que será repassado à empresa BRK nos próximos 20 anos de duração do contrato, cuja divisão dos valores da PPP foi pactuada pelo governo da época e qualquer alteração deverá ser intermediada pelo órgão regulador (Daae) e o parceiro público-privado.

Com minuciosa verificação da água captada nas duas ETAs, diariamente, o Daae coleta 10 amostras, realizando 150 análises. Equipes rotativas trabalham 24 horas seguindo rígido controle de dosagem de produtos químicos e os padrões de qualidade estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Qualidade atestada com documento expedido em outubro pela Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Ares-PCJ), confirmando a boa qualidade da água tratada e distribuída pela autarquia em todo o município, afirmando que a análise da água feita pela entidade “não há nenhum parâmetro em desconformidade com a legislação vigente”.



“Trabalhamos para o fortalecimento do Daae, em busca de melhorias ao sistema de abastecimento de água de Rio Claro, visando sempre o bem-estar de toda a população. A água é um dos bens mais valiosos do planeta e a tratamos com o respeito e cuidado que merece, seguindo determinações do prefeito Juninho da Padaria”, finaliza Bortolotti.

Telefone: 0800 505 5200 - 2011/2012 - Todos os Direitos Reservados - Implementação: www.cebinet.com.br
Desenvolvimento: Leonardo Marcondes e Rogério Ap. Picceli - Colaborador: José Eduardo Abdalla